Marketing de Conteúdo no Instagram: saiba como essa estratégia pode aumentar seu alcance

Se existe uma estratégia que une duas tendências realmente revolucionárias na publicidade, é a do Marketing de Conteúdo aplicado às redes sociais, especialmente ao Instagram.

Marketing de Conteúdo no Instagram

Já não é novidade para ninguém que as últimas gerações cresceram com um acesso enorme à informação e à tecnologia. O que nem todo mundo leva em conta é o quanto isso chegou a alterar os hábitos de consumo das pessoas.

O fato é que hoje não é concebível uma marca obter resultados consistentes no curto prazo, ou mesmo atingir a tão sonhada sustentabilidade no médio e no longo prazo, sem marcar forte presença na internet.

Ao mesmo tempo, simplesmente colocar um site no ar ou postar qualquer coisa nas redes sociais já não basta. É preciso ter estratégias mais abrangentes, que levem em conta as tendências de mercado e o perfil do público.

É aí que entra o papel do Marketing de Conteúdo, que surge perfeitamente alinhado com as expectativas dessas novas gerações. Já o Instagram tornou-se, nos últimos anos, uma das maiores mídias sociais do mundo, justamente por seguir a mesma linha.

Quem já participou ou participa dessa rede social sabe o quanto ela é dinâmica. Como seu foco recai sobre fotos e vídeos, o texto não tem tanto destaque ali, e os próprios vídeos são pensados para uma duração média de 10 segundos.

Para cúmulo da agilidade, depois o Instagram ainda inventaria os Stories, uma modalidade de postagem que “vence” a cada 24 horas, ou seja, que sai do ar após um dia de visibilidade. Tudo isso demonstra muito bem qual é o perfil dos internautas atualmente.

É incrível a sinergia que as mídias sociais têm com o Marketing de Conteúdo, pois ambas as tendências surgiram pelos mesmos motivos. Porém, o problema começa no fato de que gerar conteúdo é algo focado em texto, não em imagem.

Além disso, a principal ferramenta do Marketing de Conteúdo costuma ser os blogs, e não mídias de foto e vídeo. Então você pode se perguntar: como será possível unir as duas coisas de modo coerente e com eficiência?

Se você quer compreender como isso é possível, e como tal estratégia pode aumentar consideravelmente o alcance da sua marca na internet, é só seguir adiante na leitura.

O que, afinal, é o Marketing de Conteúdo?


Vamos entender melhor o que é o content marketing, também conhecido como Marketing de Conteúdo. Realmente, aí é que está o segredo, afinal, depois de entender a filosofia dele veremos que é possível fazê-lo em vários formatos.

Imagine que você tem uma papelaria e deseja anunciar uma oferta incrível de impressão digital a3. Ao apelar para um banner com promoções arrasadoras, o que você está fazendo se chama prospecção ativa.

Sabe o que define esse tipo de estratégia? O ato de você ir diretamente atrás do cliente, ao passo que o Marketing de Conteúdo é conhecido pela sua prospecção passiva, quando é o cliente que “vem atrás” de você e da sua marca.

Falando assim pode parecer impossível, ou fantasioso demais, porém, é o que o Inbound e o Marketing de Conteúdo vêm fazendo, desde o boom ocasionado pela internet e pelo Marketing Digital.

A ideia dele é você gerar conteúdos de qualidade e gratuitos, tais como:

  • Artigos;
  • Posts;
  • E-books;
  • Podcasts.

Esse material deve agregar valor aos leitores, ajudando-os a resolver algum problema dentro do seu nicho de trabalho e, com o tempo, eles evoluem para o estágio de clientes.

Claro, existem outras estratégias aí no meio, como a do funil de vendas, que vai estreitando os laços para garantir que as oportunidades não se percam no meio do caminho. O que vale tanto para produtos, quanto para serviços como impressão de foto a laser.

Seja como for, a filosofia do Marketing de Conteúdo é entregar conteúdo original, relevante e gratuito.

Basta isso para entendermos que, então, um texto de blog pode muito bem se tornar um vídeo ou uma live no Instagram, percebe?


Começando a criar os primeiros conteúdos


Agora que você está munido da essência do Marketing de Conteúdo, vai ficar muito mais fácil demonstrar como ele pode ser praticado em uma rede social cujo foco está em fotos, vídeos curtos e postagens que já nascem com “data de validade”.

Para quem está começando, o principal são os primeiros posts. A regra de ouro é sempre pensar na mensagem e, juntamente, na imagem. Como, por exemplo, falar sobre conserto iphone tela quebrada com uma foto bem chamativa.

Imediatamente vem à mente a imagem de um celular com a tela destruída, né?! E é por aí mesmo, trata-se de chamar a atenção das pessoas, pois sua postagem vai aparecer no feed dos seguidores, onde eles terão centenas de outras coisas para ver.

Mas não pense que os posts bastam: hoje os Stories já são fundamentais, e às vezes até mais importantes. Uma dica é publicar o mesmo material no post e no Storie, porém, você vai precisar mudar algo no texto, e sobretudo a foto, para não ficar repetitivo.

Uma dica bacana é você salvar o Storie nos seus “Destaques”, assim os melhores não se perdem após 24 horas no ar. Outro modo incrível de atrair a atenção do seu público é por meio das Lives, que recentemente tornaram-se uma febre.

Quando você lida com produtos como materiais escolares personalizados, não é difícil imaginar uma apresentação visual desse tipo de solução. Caso sua área seja mais nichada ou técnica, uma saída é fazer Lives com um convidado desse segmento.

Em todos esses casos, a grande dica é você sempre adaptar conteúdos que venham da sua base, ou seja, do seu blog ou site institucional. Assim, você garante que o material sempre tem a consistência do content marketing, como vimos acima.

Preciso usar as ferramentas da plataforma?


Além dos serviços, que são a alma do negócio (posts, Stories e Lives), também existem ferramentas que a plataforma oferece que não podem passar batido na hora de você divulgar seus conteúdos.

Muita gente ignora, mas até e-mail você pode mandar por dentro do Instagram. Pode parecer algo “arcaico”, mas o ponto aqui é a interação. Afinal, se você faz um comentário em um post sobre flyers odontologia, você curte quando a pessoa retorna, não é mesmo?

Outra ferramenta incrível é a do Direct, que permite que você converse de modo mais dinâmico com qualquer pessoa, mesmo aquelas que não seguem sua conta. Ali você interage como num bate-papo ou chat, e isso fortalece sua marca.

Também existem ferramentas comerciais, como as promoções, que são os anúncios que você faz para promover seus conteúdos, o que permite atingir muito mais pessoas, bem mais rápido. Aliás, hoje já existe até uma lojinha no Instagram.

Ela funciona como um catálogo digital. Ali faz ainda mais sentido explorar itens específicos como painel de led indoor p6. O melhor é que essa loja virtual é própria da plataforma, então ela interage com os demais serviços e ferramentas.

Sobre hashtags e integração com Facebook


Não é possível falar em Instagram sem falar sobre hashtags. Certamente, mesmo que você nunca tenha entrado na plataforma, você já viu este símbolo: #. Pois foi o Instagram quem popularizou esse recurso digital pelo mundo afora.

Imagine que você publica algo muito bom sobre folheto a3, porém só os seus seguidores vão poder ver aquilo. Então, além do anúncio, um modo orgânico de você crescer é marcando as hashtags certas, pois elas fazem a postagem chegar muito mais longe.

Para isso, basta pesquisar na barra de busca e ver qual faz mais sentido para cada post seu, como no exemplo dado - #papelaria seria ótima (na última consulta, já tinha mais de dois milhões de publicações).

Outra maneira de promover conteúdos sem pagar por isso é lembrando-se de algo interessante: o Instagram é do mesmo dono do Facebook. Essas duas redes sociais juntas com certeza somam, o que há de mais forte e inovador nessa área.

Como o Instagram é mais dinâmico e só fez sucesso mais recentemente, é bem provável que sua conta no Facebook (ou seu segmento dentro dele) tenha vários usuários que estão apenas esperando para migrar de uma para a outra rede social.

Hoje, a própria plataforma permite que, ao criar uma publicação ou Storie, você opte por ele ser publicado nas duas redes, o que certamente aumenta seu alcance perante o público, além de que ambas são igualmente receptivas ao Marketing de Conteúdo.

Além do mais, como os perfis do público podem mudar de uma para outro, às vezes algo como display de papelão para balcão pode bombar mais em uma rede social do que a outra. Então você pode começar a utilizar ela como base para parte do seu portfólio.

Com isso, vemos como o Marketing de Conteúdo e o Instagram podem ser conciliados com bastante sucesso, aumentando seu alcance na esfera digital e mudando sua marca de patamar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.