Cupom de desconto workana de R$ 100,00

Cupom de desconto workana de R$ 100,00


O objetivo do surgimento de novas tarifas de energia elétrica é poder abranger cada vez mais pessoas de forma a economizar na energia elétrica. Este ano foi criada a tarifa branca com preços bem acessíveis para que a sua conta da luz não seja tão pesada.

No entanto, ter uma conta baixa não depende apenas do preço da luz mas também dos hábitos de consumo de cada um de nós. Saiba mais nesse artigo.

Esta medida foi imposta pela Agência Nacional de Energia elétrica (ANEEL), e tem como objetivo liberar o sistema de eletricidade e fazer com que seja mais eficiente, oferecendo eletricidade a um preço mais econômico para quem consumir luz fora dos principais períodos de pico (momento do dia onde há mais uso de energia).

É o consumidor que deve decidir se deve ou não aderir a esta tarifa.

Este sistema já existe no Brasil há bastante tempo, mas só estava disponível para quem tinha tinha consumos muito elevados cada mês. Para aqueles que contam com um baixo consumo de eletricidade, essa opção é vantajosa nos horários que se situem no regime de ponta e intermediário.

Em caso de mudar para a tarifa branca, e a sua conta da eletricidade aumentar, saiba que pode regressar para a tarifa que tinha antes.

1. Em que consiste esta tarifa?


Antes da existência da tarifa branca, não importava a hora ou dia que você gastava energia elétrica, ou seja, o preço da luz era sempre igual. Com a tarifa branca, o preço da eletricidade vai variar em função da hora e do dia semana.

Dentro da tarifa horária foram determinados três faixas de consumo: horário de pico, intermediário e fora do pico. Cada faixa tem um determinado período horário onde a luz é mais económica. É importante você saber que estes horários podem ser bem diferentes em cada região. Contate com o concessionário para saber qual é a sua faixa de consumo.

Este sistema em 2019, estava disponível para quem tivesse consumos mensais entre 250 a 500 Kwh, tendo como base a média de consumo dos últimos 12 meses.

Para este ano, 2020, o regime começou sendo aplicado a todos os cidadãos brasileiros com contrato de eletricidade em vigor.

Os consumidores que beneficiam da tarifa social de energia (devido à baixa renda), não estão incluídos não estão incluídos na tarifa branca, pois já contam de tarifas de eletricidade mais econômica..

2. Devo ter essa tarifa? Como faço para contratar a tarifa branca?


Se vale a pena ou não, tudo depende dos hábito de consumo. Se você gasta mais energia de manhã, a tarifa branca pode permitir que você economize mais na conta da eletricidade, pois não coincide com o período de pico da região.

As concessionárias já disponibilizam simuladores em suas páginas para ajudar o consumidor a decidir se deve ou não mudar para a tarifa branca. É importante você saber que a conta da luz pode aumentar, se não souber gerenciar o consumo.

Para aderir à tarifa branca, o consumidor pode contatar com a concessionária da região por telefone ou em um posto de atendimento. A instalação do medidor de consumo deve ser feito em 30 dias após solicitação. Se já teve anteriormente esta tarifa mas desistiu, caso pretenda aderir novamente, o prazo é de 180 dias.
Postagem Anterior Próxima Postagem