Marketing de Afiliados: o que é, como funciona, vale a pena?

Você já ouviu falar sobre marketing de afiliados? Essa vertente do marketing vem sendo uma alternativa de renda extra para muita gente. Quando bem feito, pode trazer resultados incríveis, como vendas acontecendo de forma automática, além de permitir trabalhar de qualquer lugar do mundo, monetizar algum tipo de conteúdo e viver de hobbies e paixões.

Se esse assunto te interessa, vamos trazer um guia completo sobre o marketing de afiliados: o que é, como funciona, se vale a pena e muito mais! Acompanhe a leitura.

Veja também: qual é a importância da junção do marketing tradicional e o marketing digital?

O que é marketing de afiliados e como funciona? 

Vamos começar do básico então: o que é marketing digital e como funciona? Respondendo essa pergunta, o marketing de afiliados, normalmente, envolve 4 componentes-chave: o produto, o afiliado, uma empresa que organiza todo o processo e o cliente final.

Produtor Digital

O produtor é a pessoa física ou uma empresa que desenvolve um infoproduto ou produto digital. Assim como em um mercado tradicional, a expectativa é fazer bastante vendas para levantar receita. Porém, quando falamos de um produto digital, os custos de produção tendem a ser mais em conta.

Afiliados

Os afiliados mantêm uma relação bem próxima com os produtores. Em regra, eles não têm um produto criado, assim como o produtor, e fazem a divulgação do infoproduto dele em troca de comissões a cada venda realizada.

Empresas

As empresas são responsáveis, como falamos na introdução, por organizar todo o processo de venda, desde o cadastro de produtos, de afiliados, dos produtores até o pagamento de comissões, suporte ao cliente, tudo. Por fazerem essa intermediação, também recebem uma porcentagem das vendas que acontecem dentro de suas plataformas.

Clientes

Obviamente são os consumidores, que adquirem os produtos cadastrados nas plataformas. Normalmente têm um prazo específico para devolver o produto e receber um reembolso, caso optem por cancelar a compra.

É importante dizer também que, geralmente, uma função não exclui a outra. A pessoa pode ser, por exemplo, produtora de um curso online X e ser afiliada de outro Y, divulgando e recebendo comissões também.

Então, para resumir, o marketing de afiliados acontece quando o afiliado promove o produto de um criador, para o consumidor final, e recebe comissões por isso. O produtor também recebe sua parcela da venda e tudo isso acontece por intermediação de uma empresa, que também vai ser remunerada.

Marketing de afiliados é pirâmide?

Muita gente tem dúvidas se o marketing de afiliados tem envolvimento com esquemas de enriquecimento ilícito, as pirâmides financeiras. E não é para menos, existem promessas bem agressivas na Internet, mostrando como é “fácil” ganhar dinheiro assim.

Mas, na verdade, não é bem assim que funciona. Principalmente no começo, é bem complicado ter retornos financeiros, é preciso trabalhar duro e ter bastante persistência.

Mas, respondendo à pergunta, não, marketing de afiliados não tem a ver com pirâmide. Existem empresas bem sérias no mercado, como Hotmart, Monetizze ou Eduzz. Os produtos digitais são realmente cadastrados, os clientes são reais e o produtor não ganha apenas com o cadastro de um novo afiliado. Claro, também tem muito produto ruim, assim como tem muito material de extrema qualidade também.

Marketing de afiliados vale a pena?

Bom, como você percebeu, o marketing digital para afiliados envolve uma troca. O criador desenvolve o produto, o afiliado faz a divulgação, a empresa responsável organiza o processo e o cliente adquire um conhecimento que estava em falta. Percebe como é uma relação ganha-ganha? Por essa razão, acreditamos que sim, vale muito a pena para todos os envolvidos.

E não só por isso. De acordo com a Terra, os programas de afiliado são responsáveis por 10% do lucro de todos os e-commerces no mundo! Como você pode ver, o mercado de afiliados movimenta muita grana também.

Marketing de afiliados: principais empresas do mercado

Já falamos bastante sobre o assunto desse post e agora você já deve estar bastante familiarizado, certo? Agora, vamos listar as principais empresas do mercado para você, que deseja se tornar um afiliado, fazer uma renda extra e, quem sabe, até viver exclusivamente dessas comissões. Vamos lá?

Hotmart

Não dá para falar do mercado de afiliados sem falar da Hotmart, uma das principais, se não for a principal, empresas desse segmento. A empresa tem uma diversidade muito grande de cursos cadastrados, nas mais variadas áreas: marketing, finanças, emagrecimento, concursos públicos e muito mais!

Isso é um ponto muito positivo para os afiliados, que têm uma liberdade muito grande para escolher um produto. A empresa conta ainda com um suporte bem robusto e eficiente e uma plataforma muito bem estruturada.

 Monetizze

Outra grande empresa do mercado é a Monetizze. Além da venda de infoprodutos, a empresa comercializa também produtos físicos, tudo em um ambiente seguro e confiável. O foco da empresa está nas conversões. Por essa razão, é possível incluir o código do Google Analytics, criar o próprio chat e decidir quais campos pedir ao cliente em uma oferta.

Além disso, o vendedor/afiliado consegue, inclusive, personalizar campos de check out dos produtos e também parte do seu layout. E também é possível fazer integrações com outras ferramentas de gestão de leads, CRMs, dashboards e outras ferramentas que ajudam a gerenciar vendas.

Eduzz

Outra empresa bem conceituada no ramo de marketing digital para afiliados é a Eduzz. Os produtos cadastrados são previamente analisados pelos funcionários da empresa. Portanto, os que estão disponíveis para se afiliar apresentam um padrão mínimo de qualidade.

A sua plataforma oferece ainda um recurso para recuperar vendas abandonadas, uma grande ferramenta para ter ainda mais retornos financeiros. Assim, tanto afiliados, como produtores conseguem saber o motivo pelo qual a venda deixou de ser feita e traçar novas estratégias para evitar esses problemas.

Existe também a possibilidade de receber comissões em até 2 dias após a venda ser fechada.

Lomadee

A próxima opção do mercado de afiliação digital, a Lomadee, é uma empresa que já gerou mais de 1 bilhão em vendas para o e-commerce e conta com uma base de 400 mil afiliados cadastrados.

A plataforma atende grandes empresas, como Amazon, Brastemp, Americanas, Nike, Electrolux e muitas outras. Os recursos oferecidos são disparadores de e-mail marketing, blogs, sites, comparadores de preços e sites de cupons de desconto ou cashbacks.

Marketing de afiliados: como começar?

Outra dúvida bastante recorrente, principalmente entre os afiliados iniciantes, é como começar nesse mercado. E realmente, para quem está chegando agora, é muita informação para assimilar de uma vez só. Mas vamos lá!

A primeira coisa a ser feita por quem está começando é definir qual será a empresa associada. No tópico anterior mostramos as principais e algumas vantagens de cada uma. Portanto, vale fazer o cadastro na que você tiver mais afinidade e ver como funciona.

Feito o cadastro, hora de escolher produtos aos quais se afiliar. Na Hotmart, por exemplo, existem alguns indicadores que revelam um pouco a qualidade daquele produto, como satisfação do cliente, o quão popular ele é, dentre outros indicadores que se deve levar em conta na hora de tomar a decisão.

Cadastro feito e produto escolhido, chegou o momento de fazer a estratégia de divulgação. Como você irá promove-lo? Será no Instagram? Em um blog ou canal do YouTube? Será de forma orgânica ou investirá em anúncios? Isso tudo deve estar bem mapeado para ter sucesso com a sua iniciativa.

Mas, não se preocupe, vamos detalhar esse assunto um pouco melhor no próximo tópico.

Tipos de divulgação para afiliados

Quer ser afiliado, mas não tem ideia do que fazer para promover os produtos digitais ou físicos do mercado? Fique tranquilo! Trouxemos algumas ideias para te inspirar e para você por em prática no seu dia a dia!

Você pode gostar: como criar conteúdo rapidamente para marketing na internet.

Site ou blog

A primeira opção que você pode usar na sua estratégia de divulgação são os sites ou blogs. Se você já tem um, com bastante audiência, melhor ainda! Faça um mapeamento das principais dúvidas do seu público e responda cada uma da forma mais completa possível por meio de posts de blog.

Assim, você se torna relevante para sua audiência e começa uma relação de confiança. Com o tempo, seu site ganha mais autoridade e passa a ser encontrado no Google também, o que gera uma quantidade boa de tráfego orgânico. Atraindo a atenção das pessoas dessa maneira, você pode ofertar os produtos no seu blog ou fazer post review, por exemplo, destacando as vantagens e benefícios de um produto específico.

Confira: 7 maneiras de criar um site, blog ou aplicativo bonito.

Canal do YouTube

Se tiver desenvoltura na frente das câmeras, essa dica é perfeita para você. E, mesmo se não tiver, é possível aprender essa habilidade. Os vídeos têm um potencial enorme de criar conexão com a audiência. Se você passa a acompanhar o canal de alguém com uma frequência boa, passa a ver aquela pessoa como um melhor amigo.

E aí que entra a estratégia de divulgação. Assim como você fez com o blog, crie conteúdo em vídeo que vai ser valorizado pelo público que você quer alcançar. E, vez ou outra, também faça uma oferta do seu produto. Vídeos review tendem a funcionar muito bem também. Aí, explore as ferramentas do YouTube: inclua seu link de afiliado nas descrições, cards, fixe em um comentário. E pode ter certeza que a influência adquirida na plataforma vai ser fundamental para fazer mais vendas.

Uma outra ideia bem legal é fazer a integração entre seu canal e blog. Busque seus artigos mais populares e faça um vídeo sobre o assunto. Publique no seu canal e também incorpore dentro desse post. Assim você chama mais atenção para o YouTube, dentro do seu site, e possivelmente pode fechar mais vendas também.

Veja também: SEO para YouTube: 7 dicas para você ranquear seus vídeos!

Redes Sociais

As redes sociais também podem funcionar perfeitamente para quem deseja se tornar um afiliado de sucesso. A estratégia aqui também é simples: crie conteúdos de valor, que possam transformar ou solucionar um desafio das pessoas.

Não sabe por onde começar? Sem problemas. Procure perfis concorrentes, do mesmo nicho de mercado que você quer atingir, e se inspire neles. Veja que tipo de conteúdo é produzido, com que frequência são publicados, em quais formatos. Não é para copiar, mas sim entender qual é a essência daquilo.

A partir disso, desenvolva seu próprio conteúdo a sua maneira. Pense em uma identidade visual, crie um logo e deixe a sua cara. Mas aqui também vale uma observação: crie perfis em redes sociais usadas pelo seu público. Caso contrário, seu esforço será em vão.

E nada de ficar falando de venda a todo momento. O que deve atrair o público é a qualidade do conteúdo produzido. Pontualmente faça algumas ofertas.

Anúncios

Se tiver conhecimento em anúncios pagos, dinheiro sobrando ou os dois ao mesmo tempo, considere também levar tráfego de forma paga para a página de vendas dos produtores. As 2 plataformas mais populares do mercado são o Google Ads e o Facebook Ads.

No Google Ads, é possível fazer anúncios para a rede de pesquisas, anúncios display (banners) em sites parceiros e até mesmo anunciar dentro do YouTube. Geralmente são pessoas com intenção de compra mais alta, mas também clientes em potencial mais caros.

Já no Facebook Ads, você pode anunciar dentro do Facebook mesmo ou então no Instagram, que é uma empresa do Facebook também. Os usuários do Face normalmente não estão buscando ativamente por um produto, por isso são um pouco menos qualificados para compra. Mas, também representam um investimento mais barato, se compararmos com o Google.

As vantagens dos anúncios pagos na Internet são muitas: você pode iniciar e pausar suas campanhas quando quiser, consegue definir exatamente quanto irá investir, fazer testes de criativos e peças gráficas, escolher onde os anúncios serão exibidos e analisar como está o retorno do investimento feito.

Bom, e essas foram as nossas dicas sobre o mercado de afiliação digital no Brasil. Esperamos ter esclarecido as principais dúvidas e ajudado quem está começando essa carreira. Curtiu o post? Deixe um comentário aqui para a gente e até a próxima!