Coworking: conheça esse novo modelo de trabalho

O coworking é um modelo de trabalho que tem ganhado cada vez mais adeptos em empresas dos mais diversos setores. É uma possibilidade de conhecer e interagir com outros profissionais, dentro e fora da área de atuação.

Coworking

O conceito de coworking vem se tornando uma tendência e podemos vê-lo em muitos locais, inclusive dentro de shoppings e outros espaços comerciais.

Muito usado por autônomos e freelancers, é uma oportunidade que o profissional tem de trabalhar em um ambiente adequado, que melhora a sua concentração e eleva a sua capacidade de criar.

Trabalhar em casa ou dentro de uma empresa nem sempre é o ideal para todos os profissionais, por isso, o coworking tornou-se uma opção para quem quer variar ou ainda não pode investir em um escritório.

São ambientes com infraestrutura moderna e que suprem as necessidades dos profissionais, de maneira acessível e sem burocracia.

Isso facilita o dia a dia, pois o que as pessoas mais desejam é realizar o seu trabalho com conforto e dentro de um espaço que traga novas possibilidades.

Por isso, neste artigo, vamos explicar o que é coworking, como ele funciona, suas vantagens para empresas e profissionais, além de apresentar o porquê ele se tornou uma tendência. Acompanhe!

O que é o coworking?


Coworking, como o próprio nome deduz, é um espaço onde pessoas e empresas desenvolvem suas atividades de forma rápida e colaborativa.

Esse espaço possui uma estrutura adequada para que todos desenvolvam melhor suas atividades. Eles podem ou não ser comerciais, dentro de um ambiente que um escritório tradicional teria, mas sendo compartilhado por diversos profissionais.

As empresas e profissionais que optam por trabalhar em um espaço coworking estão em busca de inovação, criatividade, construção de uma rede de contatos sólida e troca de experiências.

Nesses espaços, os profissionais encontram tudo o que precisam quando procuram por sala de reunião para alugar. Um trabalhador freelancer, por exemplo, pode utilizar esse local como seu escritório.

O ambiente pode ser contratado por horas de trabalho ou por um plano fixo mensal. Muito mais barato do que montar um espaço, o coworking oferece tudo o que um escritório tradicional possui, inclusive com boa localização.

A princípio, o termo “coworking” foi criado por um designer de games chamado Bernie de Koven, que, por meio online, tinha o objetivo de estender o ambiente de trabalho.

Em seguida, no ano de 2005, nos Estados Unidos, Neuberg e mais dois empreendedores criaram uma empresa física com esse objetivo. Sua principal ideia era melhorar as interações e o compartilhamento de experiências, gerando novas oportunidades de negócio.

Mas, afinal, como funciona o coworking?


O funcionamento do coworking é bem simples. O primeiro passo é a empresa ou o profissional escolherem um espaço que atenda a sua demanda, como um que tenha controle de acesso externo, por exemplo.

A principal ideia desse modelo de trabalho é a otimização de espaços e, dessa forma, empresas e profissionais que precisem de escritórios compartilhados, privativos ou salas de reuniões, podem usufruir de um coworking.

Ao escolher o local que mais atenda às suas necessidades, basta selecionar uma forma de pagamento acessível e começar a trabalhar.

No ambiente escolhido, o profissional tem a oportunidade de se relacionar com outros profissionais, melhorando as oportunidades de negócio.

Isso aumenta o que chamamos de networking, uma rede de contatos que gera mais negócios, facilita o compartilhamento de ideias e permite que as pessoas disseminem suas experiências.

Vantagens do coworking para empresas


Empresas de muitos tipos podem se beneficiar com o coworking. Uma das vantagens é a economia de recursos, pois manter um escritório custa caro e pode ser uma despesa a mais para pequenos ou novos negócios.

Dessa forma, um grupo de arquitetos que começou um negócio agora pode optar pelo coworking, contar com um espaço perfeito para o trabalho e ainda economizar um montante para alugar salão de festa rústico para a confraternização no final do ano, por exemplo.

Para você ter uma ideia melhor, se colocar na ponta do lápis tudo o que uma empresa vai gastar para manter um espaço durante um ano, verá que é muito superior ao valor investido em um coworking, isso porque um local tem dispêndios, como:

  • IPTU;
  • Aluguel;
  • Água;
  • Luz;
  • Internet.

Além disso, existem imprevistos e manutenções que surgem a qualquer momento e elevam os custos.

Outra vantagem é que a empresa oferece um modelo de trabalho mais flexível para seus colaboradores, permitindo que eles escolham onde querem trabalhar, o que os torna mais motivados.

O crescimento profissional deles acontece naturalmente, o que também beneficia a empresa, que terá um colaborador mais experiente e que ainda pode angariar novas oportunidades para a organização, por estar em contato direto com outros profissionais.

Imagine, por exemplo, um desenvolvedor de sites que conheça, no coworking, um profissional de marketing de um fornecedor de refeições coletivas e descobre que o site da empresa precisa de algumas melhorias.

Ele pode oferecer os serviços da desenvolvedora de sites em que trabalha, o que gera uma oportunidade para a empresa e um serviço de qualidade para o novo cliente.

Benefícios do coworking para os profissionais


Não são apenas as empresas que têm acesso a uma série de vantagens quando o assunto são os espaços de coworking. Os profissionais também saem ganhando, e dentre elas podemos destacar a diminuição de custos.

Se para uma empresa pesa sustentar um espaço, para um profissional, principalmente os que estão começando agora, pode influenciar ainda mais.

No coworking, os custos são divididos entre todos os usuários, o que permite que eles tenham acesso a salas de reunião, internet, mobiliário adequado, água, telefone, entre outros.

Tudo isso tem um custo muito maior para os profissionais se estes tiverem que arcar sozinhos. Dessa forma, é a melhor opção para ter acesso ao espaço que precisa, mas sem gastar muito.

Além de que, como mencionamos, o networking também aumenta, uma vez que os profissionais terão contato com diversos outros, da mesma área de atuação que a sua ou até mesmo fora dela.

Por meio desse tipo de locação de espaço comercial, construir uma rede de relacionamentos com pessoas dos mais diferentes mercados se torna um processo natural e muito mais simples.

Outra possibilidade é convidar colegas de um mesmo setor para trabalharem no mesmo espaço. Às vezes, algumas pessoas preferem estar inseridas em um ambiente onde todos atuem na mesma área.

Exemplo disso são os advogados, afinal, desse modo eles podem trocar informações, ideias e experiências de maneira mais centrada e exclusiva.

Inclusive, algumas pessoas e empresas dão mais credibilidade a um profissional que tenha um endereço comercial, do que aqueles que trabalhem em casa. O que não é necessariamente uma regra, mas pode acontecer.

Além disso, quem trabalha em coworking consegue separar melhor a sua vida pessoal da profissional, sem contar que evita visitas de clientes em casa, o que não é favorável e profissional.

Afinal, nossa casa é um local completamente diferente do trabalho, mesmo em caso de home office.

Ao trabalhar em um coworking, seus clientes terão um local fixo de trabalho para te procurar, com aparência agradável profissional, bem como todo o conforto que você precisa para uma reunião, por exemplo.

Esse espaço sempre terá uma boa localização, isso porque esses espaços são projetados sempre em locais com circulação maior de pessoas, como shoppings, centros comerciais e o próprio centro da cidade.

Isso é vantajoso para o profissional que terá fácil acesso ao seu local de trabalho e para os clientes, que não precisam se deslocar até locais mais afastados.


Por que o coworking se tornou uma tendência?


Existem várias razões pelas quais os espaços de coworking estão se tornando tendência em todo o mundo, mas, sem dúvidas, a principal delas é a mudança nas relações de trabalho.

Isso está acontecendo tanto com empresas fabricantes de painel em ps, quanto com empreendimentos de diversos nichos de atuação.

O que conhecemos hoje, que são os empregos de carteira assinada e tudo o que os envolve, em algum momento, se tornará apenas história.

Nos Estados Unidos e na Europa, por exemplo, mais da metade dos profissionais ativos são freelancers e decidem onde e como querem trabalhar.

Por conta disso, eles podem realizar suas atividades em casa ou optar por um espaço coworking que tenha mezanino grande para se organizar melhor.

Apesar de o Brasil ainda não estar no mesmo patamar de mudança que os países do exterior, já tem dado indícios de que essa tendência veio para ficar, principalmente por conta do crescimento do modelo home office.

Muitas pessoas não conseguem se adaptar ao trabalho feito em casa por diversas razões, como a presença dos filhos e outros membros da família, além da rotina do lar, que é capaz de tirar sua concentração.

Com isso, profissionais como desenvolvedores de sites para empresas de limpeza para evento tendem a ver no coworking a possibilidade de ter um local apropriado, sem precisar gastar muito.

Conclusão


Os profissionais e empresas que buscam um ambiente de trabalho adequado, mas sem gastar muito, têm no coworking tudo o que precisam.

Mais do que conforto e ambiente agradável, é uma forma de acompanhar as tendências e mudanças no ambiente de trabalho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.