Como saber qual é a cor de base certa para a sua pele?

Confira as principais dicas para encontrar uma base adequada às necessidades da sua pele.

Como saber qual é a cor de base certa para a sua pele

Escolher o tom da base é uma tarefa que pode deixar até os mais experientes com dúvidas. Isso acontece porque não existe um padrão e as cores variam bastante de acordo com as marcas. Então, é importante conhecer alguns truques para testar os produtos e acertar na aquisição.

O mundo da maquiagem é recheado de opções. Além da variedade de cores, existem diferentes texturas e acabamentos que fazem toda a diferença no resultado. Por isso, selecionamos as principais dicas para acertar na escolha da base.
 

Conheça a sua pele


Em primeiro lugar, é importante conhecer a sua pele para entender suas necessidades. Dessa forma, é muito mais fácil encontrar um produto que atenda às suas expectativas. A base, como o próprio nome diz, é o ponto de partida de uma boa maquiagem. Ela vai deixar a pele preparada para receber outros produtos e pode ter características mais naturais ou de ampla cobertura.

Então, antes de buscar o seu produto ideal, passe alguns minutos na frente do espelho e analise a sua pele. Ela é seca, normal, mista ou oleosa? Quais os lugares mais secos? Quais os lugares mais oleosos? Essas informações serão de grande ajuda lá na frente.

Identifique o tom e o subtom da pele


Antes de experimentar diversos produtos, é importante saber o tom e o subtom da sua pele. O tom é aquele que está na superfície, podendo ser claro, médio ou escuro. Enquanto isso, o subtom atua em conjunto com o tom e pode ser rosado, amarelado ou neutro.

Nem sempre é fácil identificar o próprio subtom. Por isso, existem algumas dicas: pessoas com veias mais azuladas possuem subtom azulado, já as veias mais esverdeadas estão ligadas ao subtom amarelado. Contudo, há quem fique entre as duas classificações, considerado neutro.

Faça testes na pele


Depois de encontrar uma base adequada ao seu tom e subtom, é importante testá-la diretamente na pele. Os locais mais adequados para fazer isso são: rosto, pescoço e colo. Isso porque a tonalidade do rosto precisa estar em conformidade com as outras áreas.

O maxilar é um excelente local para testes, porque facilita a comparação com o pescoço. Lembre-se: se o colo ou o pescoço estiverem mais escuros que o rosto, vale subir alguns tons da base para criar um visual uniforme. Além disso, é importante esperar a base secar, pois o tom pode mudar após a aplicação.

Algumas pessoas indicam o teste na pele das mãos ou na parte interna do pulso. Entretanto, essa técnica não é eficiente, já que a pele da região é muito diferente da do rosto, tanto em relação à cor quanto à textura.

Escolha a textura da base


Além de escolher o tom, é necessário definir a textura da sua base. As bases líquidas são ideais para peles secas e mais maduras, porque são fáceis de aplicar. É possível encontrar opções de cobertura leve e alta.

A base em pó é uma grande aliada das peles oleosas porque disfarça e controla a oleosidade, oferecendo um acabamento matte. Já as bases cremosas são de ampla cobertura e podem ser facilmente aplicadas. Por fim, temos a base em mousse, que possui uma cobertura leve e acabamento natural.

Defina um tipo de acabamento


Além da variedade de cores e texturas, é possível encontrar diversos acabamentos. Por isso, selecionamos os principais tipos e vamos explicar a diferença entre eles. Assim, fica mais fácil fazer uma escolha assertiva.

As bases com acabamento matte apresentam toque seco e sem brilho. Por isso, elas ajudam a equilibrar as peles oleosas. Os produtos com acabamento natural têm como objetivo imitar a textura da pele, então eles criam um aspecto de pele tratada e sem produto.

Outra opção é o acabamento luminoso, capaz de potencializar o brilho do rosto. Esse tipo de acabamento é ideal para quem tem pele ressecada e gosta de usar maquiagem para dar viço ao rosto. Por fim, temos o acabamento HD ou 4K, que foi desenvolvido para a televisão. Elas deixam a pele com aspecto natural e livre de imperfeições.