Indicadores financeiros de empresas: quais os principais KPIs e importância

Índices permitem conhecer a situação da empresa e gerir o negócio com maior eficiência

Indicadores financeiros principais KPIs

Os indicadores financeiros são ferramentas que ajudam os gestores a ter uma referência acerca do desempenho da organização empresarial, trazendo dados relevantes sobre o negócio.

A análise desses indicadores, também chamados de key performance indicators — KPIs — fazem parte da gestão de performance e contribuem para a tomada de decisões, inclusive com relação a investimentos.

Uma organização que planeja investir em venture capital ou expandir para novos mercados precisa, antes, ter o controle das suas finanças. Inclusive, para quem busca obter investimentos de qualquer espécie, é fundamental ter métricas muito bem definidas com resultados favoráveis.
 

Retorno sobre Investimento — ROI


O Retorno sobre Investimento é uma métrica muito conhecida dentro das empresas, pois é utilizada como mecanismo para identificar o quanto a empresa ganhou a partir dos recursos investidos.

Assim, utilizando o ROI, o gestor consegue identificar quanto a empresa ganhou — ou perdeu — depois de fazer um investimento. A fórmula utilizada para obter o ROI é:

ROI = GANHO OBTIDO - VALOR DO INVESTIMENTO

        VALOR DO INVESTIMENTO x 100


Essa métrica pode ser utilizada para descobrir o retorno do valor investido em campanhas, treinamentos, produtos, serviços; enfim, qualquer atividade realizada dentro da empresa.

Faturamento


Outro indicador de desempenho importante dentro do negócio é o faturamento. Por meio dele é possível avaliar a saúde financeira da empresa.

O KPI de faturamento é obtido a partir da soma de todos os valores obtidos com vendas de produtos ou serviços em um determinado período.

Independentemente de usar indicadores financeiros, as empresas precisam saber qual é o seu faturamento, porque ele permite avaliar o desempenho do negócio, estabelecer a base de cálculo para o recolhimento de impostos e identificar se a empresa está gerando caixa suficiente para cobrir os custos e ainda ter lucro.

Faturamento bruto


O faturamento bruto, como o próprio nome sugere, permite identificar o valor total faturado, sem descontos. Para obter esse valor basta aplicar a seguinte fórmula:

FATURAMENTO BRUTO = PREÇO DE VENDA X QUANTIDADE VENDIDA

Faturamento líquido


O faturamento líquido, por sua vez, é o resultado do faturamento bruto deduzido dos custos de vendas — tributos cobrados nas operações, produtos devolvidos e compras canceladas. A fórmula para obter o valor é:

FATURAMENTO LÍQUIDO = FATURAMENTO BRUTO - DEDUÇÕES DE VENDAS - TRIBUTOS

O faturamento é sem dúvida uma métrica importante para a empresa e deve ser levado em consideração na hora de estabelecer estratégias de análise do desempenho financeiro do negócio.

Lucro


O lucro é um dos objetivos finais de toda empresa. Independentemente do tamanho ou do segmento de atuação, ao abrir um negócio, o objetivo do empreendedor é ter lucro. Por isso, essa é outra métrica essencial no âmbito da análise do negócio. Ele pode ser dividido em dois tipos: lucro bruto e lucro líquido.

Lucro bruto


Representa a receita total da empresa subtraídos os custos diretos e indiretos — ligados à produção do produto ou desenvolvimento do serviço:

LUCRO BRUTO = RECEITA TOTAL - CUSTOS DE PRODUÇÃO*

*Custos de produção são aqueles custos variáveis necessários para produzir uma mercadoria, como, por exemplo, mão de obra, matéria-prima e insumos.

Lucro líquido


Depois de calcular o lucro bruto, é possível aplicar a fórmula para obter o lucro líquido:

LUCRO LÍQUIDO = RECEITA TOTAL - CUSTOS E DESPESAS TOTAIS

É o lucro líquido que permite entender quanto dinheiro sobrou de fato para os sócios após o pagamento de todas as despesas atreladas à operação.

EBITDA


A sigla EBITDA tem origem na expressão “earnings before interest, taxes, depreciation and amortization”, traduzida livremente como “lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”.

Essa métrica é aplicada quando se pretende entender o potencial da empresa na geração de recursos sem considerar descontos financeiros e despesas com tributação.

Neste contexto, o EBITDA representa o potencial de geração de caixa. Para obter essa métrica basta aplicar a seguinte fórmula:

EBITDA = LUCRO OPERACIONAL¹ + DEPRECIAÇÃO² + AMORTIZAÇÃO³

¹ Lucro operacional é aquele gerado pela operação do negócio, sendo sobrado das despesas operacionais, comerciais e administrativas.

² Depreciação é o desgaste ou perda de utilidade de bens físicos ao longo do tempo.

³ Amortização é a perda de ativos intangíveis.

Os dados sobre lucro operacional, depreciação e amortização estão disponíveis no Demonstrativo de Resultado de Exercício (DRE Gerencial).

LucratividadeO indicador de lucratividade mostra o quanto a empresa efetivamente ganhou em relação ao que recebeu. Assim, a lucratividade permite entender a relação percentual entre o valor do lucro líquido e o valor das vendas. A fórmula para calcular a lucratividade é:

LUCRATIVIDADE =  _______LUCRO LÍQUIDO ______

                                    RECEITA LÍQUIDA X 100


Rentabilidade


A rentabilidade não pode ser confundida com a lucratividade, já que a rentabilidade compara ganhos e investimentos.

Por meio do cálculo da rentabilidade é possível identificar quanto a empresa consegue gerar de retorno a partir do capital investido. Para calcular basta aplicar a seguinte fórmula:

RENTABILIDADE =  _______LUCRO LÍQUIDO ______

                                    INVESTIMENTO X 100


Neste caso, é considerado investimento todo valor aplicado em equipamentos, máquinas e investimentos e demais ativos atrelados à produção.

Ticket médio


Muito embora o ticket médio seja um indicador mais comum no setor comercial, ele traz referências importantes para a gestão financeira do negócio.

Por meio da fórmula de KPI do ticket médio é possível identificar quando a empresa está faturando por cliente. Ele pode ser aplicado sobre produtos, serviços ou categorias. A sua fórmula é bem simples:

TICKET MÉDIO =  _______FATURAMENTO TOTAL ______

                                NÚMERO DE VENDAS DO PERÍODO

Os KPIs são uma ferramenta interessante no processo de planejamento de vendas e auxiliam no processo de tomada de decisões do negócio. Conhecê-los e saber como utilizá-los de forma estratégica pode fazer toda a diferença na saúde financeira e no desempenho da empresa.