Conhecendo a Bahia: como planejar sua rota de viagem pelo estado

Estado tem lindas praias, cachoeiras e arquitetura histórica. 

Muita gente tem o sonho de colocar uma mochila nas costas e sair viajando por aí. Geralmente, o famoso “mochilão” tem como destino o exterior, em especial, a Europa, onde é fácil deslocar-se entre os países. 

Conhecendo a Bahia

No entanto, nada impede que o turista coloque o objetivo em prática no próprio Brasil. Com uma ajudinha da tecnologia, é possível até adiantar a compra de passagens em aplicativos de rodoviária on-line, otimizando o tempo do passeio.

Para o mochileiro do exterior, o trem é o melhor amigo. Aqui, o transporte rodoviário é o parceiro que leva ao destino esperado. Uma vez estando na cidade escolhida, vale de tudo: alugar carro, bicicleta ou andar muito para conhecer tudo.

Que tal começar o mochilão por um dos estados mais queridos do Brasil: a Bahia? A seguir, confira algumas dicas para planejar a viagem em todos os detalhes.
 

Bagagem


Uma boa mochila, grande e confortável, é a grande companheira do viajante. Na hora de separar o que levar, lembre-se de que carregará tudo nas costas, então tome cuidado com os excessos. Uma sugestão básica de itens que devem ser levados é:

  •  um par de tênis;
  •  um par de chinelos;
  •  toalha de banho;
  •  roupa de cama (caso vá se hospedar em hostels, pois nem todos contam com lençol, fronha, etc.);  roupa de banho (maiô, biquíni ou sunga);
  •  três camisetas;
  •  três shorts;
  •  uma calça de tecido leve, como tactel;
  •  um agasalho ou uma jaqueta corta-vento;
  •  produtos de higiene (sabonete, shampoo, repelente, protetor solar, etc),
  •  medicamentos básicos (analgésico, antitérmico, antialérgico, etc). 

Transporte


A ideia do mochilão é conhecer muitos lugares sem gastar tanto dinheiro. Para ter praticidade, o ideal é usar o transporte rodoviário para deslocar-se entre as cidades. Há diversos ônibus de viagem que servem os municípios baianos com conforto e segurança.

A passagem pode ser comprada virtualmente, dando mais autonomia e liberdade para organizar a viagem no horário mais conveniente ao turista. Dependendo do tempo planejado para a viagem toda, é possível já deixar até as passagens compradas, facilitando o deslocamento. 

Hospedagem


Pesquise variedade de hotéis, pousadas e hostels que existem nas cidades a serem visitadas, entrando em contato com antecedência para deixar a hospedagem garantida.

Se a viagem acontecer no período de alta temporada, sem um agendamento prévio, pode-se correr o risco de não conseguir um lugar para pernoitar e estragar todo o passeio. Na baixa temporada, já é possível negociar melhor os valores, encontrando boas opções de hospedagem com lazer e até pensão completa. 

Roteiro


Uma boa opção de viagem é começar a rota baiana por Porto Seguro, no Sul do estado. Ali, é possível encontrar pontos históricos, como o Monte Pascoal, além de visitar praias deslumbrantes, como Trancoso e Santa Cruz Cabrália. A vida noturna também é bastante agitada, tendo como foco principal a famosa Passarela do Álcool.

O segundo ponto de parada sugerido é Comandatuba, onde há uma grande malha hoteleira famosa pelos resorts all-inclusive. Vale a pena reservar alguns dias para explorar essas opções de hospedagem, relaxando corpo e mente. Ilhéus e fazendas de cacau são a próxima parada na rota do mochilão baiano. Delicie-se com as praias lindas e a gastronomia regional.

Itacaré é a quarta parada sugerida aos mochileiros, outra cidade conhecida pela infraestrutura turística. De lá, você pode seguir para Barra Grande, conhecendo mais sobre a cultura e a culinária baiana. Morro de São Paulo fica mais ao Norte, oferecendo variedade de hotéis, praias e belezas naturais a serem contempladas.

O último destino do mochilão é a capital do estado, Salvador, onde a efervescência acontece, principalmente, no Carnaval. Conheça os pontos turísticos e históricos, delicie-se com as comidas típicas e crie lindas memórias junto aos soteropolitanos.