O que você precisa avaliar antes de fechar a compra do seu primeiro carro

Definir um orçamento, pesquisar em diferentes lojas, verificar quais são as suas necessidades, assim como as futuras despesas com impostos, seguros e manutenção, são alguns fatores importantes. 

Seu primeiro carro

Você economizou dinheiro e, depois de muito esforço, finalmente, vai conseguir comprar o seu carro. No entanto, você ainda está em dúvida sobre qual veículo escolher e não está seguro de que vai conseguir comprar um modelo novo, vindo direto da concessionária.

Muita gente ainda torce o nariz quando pensa em carros usados, mas esse tipo de automóvel oferece inúmeras vantagens, que não se limitam ao preço de venda. Além de maiores possibilidades de negociação e financiamento, os seminovos possuem um custo de manutenção mais em conta.

Por isso, se você ainda tem desconfianças sobre os carros seminovos, considere alguns fatores importantes antes de concluir a compra do seu primeiro veículo. 

Orçamento


O primeiro passo para pesquisar alguns veículos é ter a sua margem de gastos bem estabelecida. O mercado automotivo é muito diversificado, oferecendo inúmeras opções para distintos perfis financeiros e gostos.

Se comprar um carro tornou-se uma necessidade inadiável, é preciso guardar dinheiro para pagá-lo à vista ou dar entrada em um financiamento. Caso você opte pelo parcelamento, calcule a porcentagem da sua renda doméstica que deverá ser comprometida para quitá-lo e como isso vai impactar a sua vida nesse período. 

Necessidades


Para quem vai comprar um carro pela primeira vez, é bastante comum pedir dicas a familiares e amigos. Essa prática é boa para pegar alguns macetes, porém, é fundamental ter cuidado para não comprar um carro baseado nas necessidades dos outros.

Você é quem vai utilizar o carro regularmente, por isso, é a pessoa que melhor sabe quais são as necessidades que motivam essa compra. Enquanto o design e o acabamento podem ser elementos decisivos para a sua mãe ou o seu primo, isso não pode pesar tanto para você.

Se o seu uso será mais básico, vale a pena começar com um automóvel mais simples, econômico e fácil de estacionar. Agora, se você pega a estrada com frequência para trabalhar e vai transportar outras pessoas, pode ser bom investir em um modelo mais potente. 

Pesquisa


Como qualquer outra compra de um bem durável e mais caro, é fundamental pesquisar bastante, em diferentes lojas e sites de revendedores. Realizar essa etapa por meio da internet oferece mais comodidade e rapidez.

Definido o valor que você poderá gastar, comece a buscar quais veículos são vendidos nessa faixa de preço. Mesmo que você não vá comprar um carro novo, vale a pena visitar sites de concessionárias para verificar o preço médio do automóvel que você deseja adquirir.

Outra vantagem é que esses sites disponibilizam inúmeras ferramentas de busca (marca, preço, cor, modelo, motor, etc), o que facilita bastante essa pesquisa inicial. Ainda é possível ter essa comodidade em alguns sites de revendedoras.
 

Despesas


O preço de venda não é o único gasto que deve preocupar quem vai comprar um carro. Também é fundamental verificar quais são as despesas mais recorrentes do modelo escolhido e qual é o preço dessa manutenção.

Alguns custos extras, que dependem do tipo do veículo, são comuns para carros novos e usados. Entre os gastos que é importante considerar, estão: o seguro anual, o IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores), o combustível e as revisões periódicas. Considere todos esses valores, especialmente, se a sua intenção é adquirir um supercarro.

Entre os erros mais comuns que devem ser evitados na hora de comprar um carro, destacam-se: não realizar um test drive no veículo, não consultar opiniões especializadas (análises e publicações sobre o tema) e não considerar as especificações do automóvel. Portanto, lembre-se disso antes de fechar a compra!